Conheça nosso Blog
doenças causadas por caramujos
Publicado em 25 de setembro de 2019

Doenças causadas por caramujos e como evitá-las

Lidar com pragas é um dos grandes desafios, principalmente para quem mora em casas úmidas. De qualquer maneira, você provavelmente já encontrou caramujos no seu caminho. O senso comum sempre aconselha o sal como principal dedetizador, mas será mesmo que é a principal maneira? Neste artigo, além de explicar como é a vida do molusco, separamos as principais doenças causadas por caramujos. Cuide da sua saúde com as informações seguintes. Boa leitura!

Conheças tudo o que envolve as doenças causadas por caramujos

caramujo africano em tronco de madeira

Quem são?

Com a concha em espiral, vivem em brejos, represas, valas, riachos, água doce e locais com pouca correnteza. Os mais jovens da espécie se alimentam de folhas verdes ou vegetação em decomposição. Cuidado para não confundi-los com caracóis, que são animais terrestres e possuem pulmão, portanto, se afogam quando jogados na água.

Formas de contato

Para se ver livre das doenças causadas por caramujos, não basta apenas não manter contato físico. Hoje em dia, nas grandes cidades, tornou-se raro, de fato, encontrá-los. Porém, o contágio pode ocorrer por meio da ingestão de caramujos crus ou mal cozidos. Além disso, o molusco libera um infectante na água por onde passa, então, o contato com o líquido poluído também pode ser perigoso.

4 doenças causadas por caramujos

1 – Angiostrongilíase abdominal

A primeira das doenças causadas por caramujos é transmitida pelo caramujo gigante africano quando infectado pelo Angiostrongylus costaricensis. O parasita no organismo pode ocasionar sintomas como dor abdominal, febre, vômito e outras ocorrências gastrointestinais.

2 – Fasciolose

O caramujo é uma das etapas que o parasita Fasciola hepatic necessita para finalizar o ciclo de vida. Nas fezes do molusco estão os ovos do parasita. Quando liberada para o ambiente, a infecção pode contaminar pessoas e causar sérios danos. É mais comum em caramujos de água doce.

3 – Meningite eosinofílica

Por meio da ingestão de caramujos e caracóis, o parasita Angiostrongylus cantonensis pode contaminar pessoas. O organismo humano não fornece adaptação a esse mal, o parasita comumente se desloca para o sistema nervoso. A consequência disso são dores de cabeça e rigidez na nuca. Novamente, é o caramujo gigante africano o principal transmissor.

4 – Esquistossomose

Muitos conhecem por “mal do caramujo”. O parasita responsável, Schistosoma mansoni, deposita no caramujo o necessário para seu ciclo de vida. Quando se torna infectante, o mal é liberado na água e penetra na pele humana. Vermelhidão e fraqueza muscular são sintomas certos. Lugares tropicais, principalmente onde saneamento básico é escasso, a doença é mais frequente.

Como se proteger corretamente

imagem de caramujo em tronco

Pode parecer que as doenças causadas por caramujos são incontroláveis, certo? Aí que você se engana! É possível adotar práticas diárias que vão lhe fornecer mais segurança e, claro, saúde. Não consuma a carne do molusco ou mantenha contato físico. Lave bem as frutas e verduras e outros alimentos que possam ter entrado em contato. No ambiente, realize limpeza periódica.

Serviços de controle de pragas

Por falar em ambiente, a melhor forma de garantir o extermínio das doenças causadas por caramujos é com o serviço de controle de pragas. Na Insect Bye, você encontra profissionais e equipamentos para a realização de dedetização, desratização, descupinização e outros serviços de extrema importância e qualidade de uma dedetizadora no RJ que entende do assunto.

CategoriasPosts RecentesTags