Conheça nosso Blog
Proteja-se dos tipos de marimbondo
Publicado em 07 de novembro de 2018

Tipos de marimbondo e como se proteger

Presentes em zonas rurais e urbanas, da mata ao cerrado, os marimbondos estão por todo o Brasil. São predadores para cupins, gafanhotos, mosquitos, lagartas e outros insetos. Porém, também podem causar sequelas no homem. A Insect Bye traz, neste novo artigo, informações úteis sobre os tipos de marimbondo comuns no dia a dia. Conheça como eles agem e as melhores formas de proteção para toda a sua casa.

Tipos de marimbondo

Tipos de marimbondo no Brasil

Entre os tipos de marimbondo, destacam-se alguns mais fáceis de serem encontrados no Brasil. O marimbondo cavalo, de cor marrom avermelhado, não tem inimigos naturais. Um, na verdade, costuma virar alvo: o ser humano. A dor é tanta que é difícil manter até o equilíbrio físico e verbal. Apesar disso, não são agressivos e só atacam quando se sentem ameaçados/incomodados.

A mamangava, um dos tipos de marimbondo, aproveita tempos ensolarados para suprir o que se perdeu nos dias chuvosos. O momento propício para essa espécie é no florescimento das plantas, de onde provém sua alimentação. São grandes, peludos e emitem zumbido alto enquanto voam. Possuem comportamento majoritariamente solitário e raramente ferroam. São nomeados também de grande abelha.

Vespas vs. Marimbondo

Destaca-se a importância de salientar a dúvida que muitas pessoas têm. Cientificamente o marimbondo é nomeado como Himenópeteros (membrana + asas). São espécies solitárias e sociais entre as vespas das famílias Vespidae, Pompilidae ou Sphecidae. As sociais estão mais presentes no dia a dia. São sobrepostas por pelo menos duas gerações adultas. A sociedade é constituída por castas, contendo machos, operárias e a rainha. Já as solitárias não constroem casas. Comumente, himenóptero além de abelha e/ou formiga é chamado de vespa ou marimbondo.

Em suma, todos os tipos de marimbondo são vespas, mas nem toda vespa é um tipo de marimbondo.

Habitat

Tipos de marimbondo habitat

Como dito anteriormente, é comum encontrar os tipos de marimbondo construindo seus ninhos em áreas rurais e urbanas. Esses ninhos, na maioria das vezes, são parecidos com os das abelhas. Os insetos dividem o local com depósitos de substâncias produzidas com larvas de suas presas. A rainha vive no centro.

O local para esses ninhos pode variar dependendo das características da espécie e da região. As vespas solitárias dão preferência ao subterrâneo. Com suas mandíbulas, constroem um túnel que liga a superfície a um buraco. Buraco esse, ou cela, que é pra onde o marimbondo leva os corpos de suas presas para o alimento das larvas que nascem dos ovos ali depositados. Outras espécies encontram proteção em rachaduras de paredes, buracos em troncos e etc.

Sintomas da picada

Uma picada proveniente de um dos tipos de marimbondo pode causar inflamações e outras reações imunológicas. Os sintomas vão do mais básico ao mais grave. Náuseas, vômito, diarreia, tontura, dores abdominais e diminuição da pressão arterial podem acontecer. Mais grave ainda quando a ferroada desencadeia paradas cardíacas e respiratórias. Ou seja, tudo pode ser possível após a picada de um marimbondo. Até mesmo só uma vermelhidão, inchaço e dor passageira.

Como se proteger

 

O melhor jeito de se proteger é contratando serviço de dedetização para a sua residência. Conte com a Insect Bye. Somos uma empresa de dedetização no Rio de Janeiro com ampla experiência no mercado. Em nosso site, falamos sobre como se proteger da proliferação de insetos na primavera. Além de outras dicas sobre picadas de inseto e dedetização no controle de pragas urbanas. Conte com nosso serviço de dedetização para acabar com todos os tipos de marimbondo da sua redondeza.

 

CategoriasPosts RecentesTags