Conheça nosso Blog
controle de pragas em restaurantes previne doenças
Publicado em 28 de setembro de 2017

Como realizar o controle de pragas em restaurantes

O controle de pragas em restaurantes é regido pela Resolução de Diretoria Colegiada RDC nº 216, de 15 de setembro de 2004. Deve ser aplicado em serviços de alimentação que realizam atividades de cozinhas institucionais, restaurantes, lanchonetes, cantinas, entre outros estabelecimentos. Deste modo, qualquer ramo de empresa que contenha restaurante, lanchonete ou algo similar em seu estabelecimento, precisa tomar providências em relação ao controle de pragas urbanas nesses locais. O item 4.3.1 define que “a edificação, as instalações, os equipamentos devem ser livres de vetores e pragas urbanas.”

A legislação inclui todos os detalhes da edificação, da aquisição, manipulação, armazenagem e fornecimento de alimentos para que eles sejam servidos da maneira correta e com qualidade. Por isso a importância de combater possíveis fontes de contaminação no ambiente e nos alimentos. Isso é o que a Insect Bye vem te ensinar hoje, como fazer o controle de pragas em restaurantes, segundo a legislação.

A importância do controle de pragas em restaurantes

O risco da contaminação de alimentos em decorrência da presença de pragas em um restaurante é enorme. Algumas pragas são vetores de doenças diversas, como disenteria, difteria, salmonelose, tuberculose, entre outras.

Estudos comprovam que, no Brasil, entre 4,5 e 4,8% das internações no SUS (Sistema Único de Saúde) nos últimos anos, são relacionados a infecções intestinais que foram geradas por cólera, febre tifóide, amebíase, e outras doenças que podem ser resultado de problemas com alimentos contaminados em restaurantes, por exemplo. Por isso, todo cuidado com o seu estabelecimento ainda é pouco. O sucesso do seu negócio também depende da higiene e da segurança que você oferece aos seus clientes.

O que diz a legislação?

O controle de pragas em restaurantes deve ter uma visão geral, e não ficar restrito apenas ao interior do negócio. Muitas vezes, roedores e insetos se instalam do lado de fora do restaurante, e se dirigem ao interior do estabelecimento apenas em busca de comida. Os ambientes externos listados são:

  • redes de esgoto;
  • rede de água pluvial;
  • calhas elétricas;
  • vegetação;
  • fontes de água;
  • habitações;
  • depósitos de lenha, entulhos;
  • pedras amontoadas;
  • lixo.

O controle de pragas da ANVISA estabelece que: “Quando da aplicação do controle químico, a empresa especializada deve estabelecer procedimentos pré e pós-tratamento, a fim de evitar a contaminação dos alimentos, equipamentos e utensílios.

Quando aplicável, os equipamentos e os utensílios, antes de serem reutilizados, devem ser higienizados para a remoção dos resíduos de produtos desinfetantes.”
Segundo isso, fica claro que é possível utilizar inseticidas e/ou raticidas no interior do restaurante, mantendo o cuidado para não contaminar os alimentos.

Atente-se ao ambiente

O controle de pragas em restaurantes requer uma análise criteriosa do ambiente e das condições de higiene do local, incluindo a armazenagem e a entrada de mercadorias.

Existem casos em que o local é extremamente limpo, mas foi infestado pela presença de pragas em uma caixa de papelão, por exemplo. Por isso, faça uma triagem de todo material que chega antes de levá-lo ao interior do restaurante.

Cuidado com o lixo

Por ser responsável por produzir uma enorme quantidade de lixo diário, os restaurantes devem ficar atentos ao descarte correto dos materiais. Não se deve permanecer com lixo na cozinha por mais de meio período, por isso, lembre-se de esvaziá-lo com frequência.

Coloque o lixo nas caçambas no exterior do restaurante poucas horas antes da coleta, pois a grande oferta de alimentos podem fazer com que pragas se aproximem. Além disso, lembre-se de higienizar as caçambas e os depósitos de lixo frequentemente. O cheiro também é responsável por atrair diversas pragas.

Adote medidas preventivas

As medidas preventivas que ajudarão no controle de pragas em restaurantes são:

  • limpar, periodicamente, a caixa de gordura;
  • manter as caixas de gordura vedadas;
  • ficar atento à umidade e matéria orgânica em decomposição;
  • limpar o ambiente após o final do turno;
  • movimentar bancadas e geladeiras para realizar a limpeza de resíduos acumulados;
  • vedar frestas e rachaduras, tanto no piso quanto na parede;
  • realizar o controle de pragas a cada 3 meses, com o auxílio de uma equipe profissional.

é muito importante o controle de pragas em restaurantes

O controle de pragas em restaurantes requer uma análise criteriosa do ambiente físico e das condições de higienização, armazenagem e entrada de mercadorias no local. Por isso, contratar uma empresa profissional regularizada e capacitada é de suma importância. Se você busca por uma equipe de confiança para realizar o controle de pragas no seu restaurante, conte com a Insect Bye.

Possuímos uma ampla experiência de mercado e uma equipe capacitada para realizar a dedetização e desratização do ambiente do seu restaurante, sem trazer riscos ao consumidor e aos alimentos. Entre em contato conosco e peça o seu orçamento.

 

Links úteis:
dedetização rio de janeiro
dedetização rj
dedetizadora

 

CategoriasPosts RecentesTags